Como Investir no Tesouro Prefixado (LTN)

Tempo de leitura: 11 minutos

Tesouro Prefixado

Hoje percebo que o mercado está bastante propício para os investimentos de renda fixa, mas mesmo assim muitas pessoas continuam desperdiçando esta excelente opção de investimento de baixo risco e médio retorno que é o Tesouro Direto.  Por isso resolvi escrever este artigo onde tento ensinar tudo que eu sei sobre o Tesouro Prefixado (LTN) da forma mais clara e objetiva possível.

Uma curiosidade é que o nome Tesouro Prefixado foi adotado somente no início de 2015 quando os nomes dos títulos públicos do Tesouro Direto forma simplificados, dando fim a “sopa de letrinhas” que antes dificultava a compreensão dos diferentes tipos de títulos. No passado o Tesouro Prefixado se chamava LTN (Letra do Tesouro Nacional). Portanto se você ver esse nome em algum lugar, saiba que se trata do Tesouro Prefixado.

Espero que você realmente aproveite o conteúdo a seguir para começar a obter altos rendimentos com o Tesouro Direto. Vou iniciar explicando melhor o que é o Tesouro Prefixado.

Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é um título público, com diz seu próprio nome, pré-fixado do Tesouro Direto. Isso significa que, ao comprar o título você sabe exatamente qual será a sua rentabilidade. Todos os títulos de Tesouro Prefixado irão valer exatamente R$1000 na data de vencimento, não importando qual o seu valor atual. Isso quer dizer que, quanto mais barato estiver o título no momento da compra maior será a rentabilidade do mesmo na data de vencimento.  Dessa forma você tem a garantia que irá receber sempre o mesmo valor, não importando o que acontecer com a economia brasileira.

Dito isso, vejamos os títulos disponíveis de Tesouro Prefixado na tabela a seguir. Você pode conferir aqui a lista atualizada.

Tabela de Preços do Tesouro Prefixado

Como você pode observar, no momento em que escrevo este artigo há três títulos de Tesouro Prefixado disponíveis para a compra, dois com fluxo de pagamento simples e outro com fluxo de pagamento de juros semestrais, sobre o qual falaremos mais adiante. Veja que o título Tesouro Prefixado 2021 está custando R$508,04 atualmente. No seu vencimento, que é o dia 01/01/2021 ele será recomprado automaticamente pelo Tesouro Nacional o investidor receberá exatamente R$1000 de volta. A rentabilidade anual do título já está expressa na tabela no campo “Taxa (a.a.) – Compra”, que é de 12,60%.

Da mesma forma se você compra o Tesouro Prefixado 2018 terá que desembolsar um valor um pouco mais alto, mas você já sabe que irá receber R$1000 na data de vencimento. Na verdade, se você consultar a tabela verá que o Tesouro Prefixado 2018 tem uma rentabilidade anual maior do que a do Tesouro Prefixado 2021.

Você pode comprar um título inteiro, ou seja, compra uma unidade ao preço que é apresentado na tabela ou apenas uma fração do título. É possível comprar frações a partir de 1% do valor de tabela de um título. Por exemplo, o custo de uma unidade do título Tesouro Prefixado 2021 é de R$508,04. Como é possível comprar uma fração de apenas 0,01 do título, o investimento mínimo no Tesouro Prefixado 2021 é de R$5,08. Entretanto, o Tesouro Direto exige que a compra seja de pelo menos R$30, logo o valor mínimo deve será de 0,06 do título, ou seja de R$30,48. Tenha em mente também que se você comprar uma fração de 10% do título, por exemplo, você naturalmente só receberá R$100 por ele na data de vencimento, se você comprar dois títulos receberá R$2000 na data de vencimento.

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais

O Tesouro Prefixado também oferece atualmente uma opção com fluxo de pagamento de juros semestrais, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2025 (NTNF). Esse título funciona da mesma forma que o Tesouro Prefixado normal, porém ele tem um fluxo de pagamentos de cupons de juros, ou seja, você recebe os juros semestralmente e na data de vencimento recebe apenas o valor investido juntamente com a última parcela de juros. Nesse caso não é necessário esperar a data de vencimento para receber os juros, pois eles são distribuídos antecipadamente através dos cupons de juros semestrais.

O Perigo da Venda Antecipada

O Perigo da Venda Antecipada

A venda antecipada de Tesouro Prefixado envolve um risco, que pode fazer com que você tenha tanto prejuízo como lucros altíssimos. Apesar do título valer sempre R$1000 na data de vencimento o seu preço de mercado de compra e venda varia de acordo com a taxa Selic.

A taxa básica de juros da economia, também chamada simplesmente de taxa Selic, é definida pelo COPOM (Comitê de Política Monetária) do Banco Central em suas reuniões. A cada reunião o COPOM decide se a taxa Selic irá permanecer como está, irá aumentar ou irá diminuir. A taxa Selic não tem, portanto, uma composição totalmente lógica, pois é resultado de uma decisão humana.

No momento em que escrevo este artigo a taxa Selic é de 12,75% com perspectiva de aumento. Você pode conferir a taxa de juros atual neste link no próprio site do Tesouro Direto. Ele também mostra uma projeção da taxa de juros para os próximos dois anos.

A rentabilidade do Tesouro Prefixado varia conforme a taxa Selic. Essa variação ocorre apenas no momento da compra. Por exemplo, se você comprou um Tesouro Prefixado hoje com rentabilidade de 13% ao ano, você terá uma rentabilidade de 13% ao ano. Porém amanhã o Tesouro Prefixado pode estar sendo vendido não mais a 13%, mas a 14%. Nesse caso se você comprar novamente Tesouro Prefixado terá uma rentabilidade de exatamente 14% caso ficar com o título até a data de vencimento.

A rentabilidade do Tesouro Prefixado é definida com base na taxa Selic, de forma que ela fique sempre acima da Taxa Selic. Pense comigo: se a taxa Selic está a 13%, qual seria a vantagem de comprar um Tesouro Prefixado com uma rentabilidade de 12%? Por isso o Tesouro Prefixado sempre será vendido a uma rentabilidade maior do que a da taxa Selic.

A partir disso podemos concluir que se a taxa de juros aumenta a rentabilidade de compra do Tesouro Prefixado também aumenta. Agora você se lembra que o título vale exatamente R$1000 na data de vencimento, não certo? Pois bem, voltamos aquela suposição de um título que hoje é comprado com rentabilidade de 13% e amanhã com rentabilidade de 14%. Nesse caso o preço do preço do título precisa ser abaixado para que, ele continue a valer R$1000 na data de vencimento. Isso porque se aumentamos a rentabilidade, o preço final do título também deveria aumentar. Para que isso não ocorra o preço do título precisa ser abaixado. Acompanhe esse raciocínio na tabela abaixo. Os valores são meramente ilustrativos:

Data de Compra Rentabilidade (a.a.) Preço de Compra/Venda Valor na Data de Vencimento
15/04/2015 13% R$800 R$ 1000
16/04/2015 14% R$700 R$ 1000

Veja que quando houve um aumento de 13% para 14% na rentabilidade do título seu preço de compra/venda precisou ser aumentado para que o título continue valendo os mesmos R$1000 na data de vencimento.

O processo inverso também pode ocorrer: quando há queda nos juros a rentabilidade do Tesouro Prefixado diminui e com essa nova rentabilidade o título não valeria mais R$1000 na data de vencimento e consequentemente o preço de compra/venda precisa ser aumentado.

Data de Compra Rentabilidade (a.a.) Preço de Compra/Venda Valor na Data de Vencimento
15/04/2015 12% R$600 R$ 1000
16/04/2015 10% R$700 R$ 1000

Logo, podemos concluir que:

Quando a taxa de juros aumenta o preço do Tesouro Prefixado diminui.
Quando a taxa de juros diminui o preço do Tesouro Prefixado aumenta.

Note que só é possível obter uma rentabilidade diferente da combinada no momento da compra se houver venda antecipada. Dessa forma há a possibilidade de você vender o título com um preço abaixo ou acima do preço que pagou originalmente por ele. Assim, a venda antecipada pode trazer tanto prejuízos nos momentos de alta dos juros, como altos retornos nos momentos de queda dos juros. Tenha isso em mente na hora de optar por esse título. O único título que não apresenta riscos na venda antecipada, por sua, vez é o Tesouro Selic.

A Venda Antecipada do Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado pode ser vendido antecipadamente a qualquer momento que o investidor quiser. Os títulos serão recomprados das 18 horas até as 5 horas do dia seguinte, no caso dos dias úteis e a qualquer hora nos fins de semana. Se você acessar a lista de títulos durante estes horários verá uma imagem semelhante a esta:

Venda Antecipada do Tesouro Prefixado

Na parte destacada em azul você observa que alguns títulos têm taxa de compra de 0%. Isso quer dizer que esses títulos não estão mais disponíveis para a compra. Novos títulos são criados de tempos em tempos e ao se aproximar da data de vencimento eles não ficam mais disponíveis para a compra.

Observe na parte destacada em vermelho que existe uma taxa para venda. Isso quer dizer que, se você vender o título antecipadamente seu título não renderá de acordo com a taxa pactuada no momento da compra, mas sim com a taxa de venda do mercado. Essa taxa pode ser tanto maior quanto menor daquela do momento de compra.  Na parte amarela você pode ver o preço propriamente dito ao qual está título está sendo vendido atualmente.

Recomendação do Tesouro Prefixado

Recomendação do Tesouro Prefixado

O Tesouro Prefixado é recomendado para aqueles que podem esperar até o vencimento do título. Como os títulos disponíveis para compra tem datas de vencimento para daqui a 5-6 anos, ele é recomendado para investimentos de médio prazo. Para prazos mais longos a melhor opção de investimento é o Tesouro IPCA+.

Nunca compre Tesouro Prefixado pensando em vendê-lo antecipadamente. Se houver alta nos juros ou mesmo eles se manterem estáveis segure o título até o vencimento. Se houver queda nos juros você pode fazer as contas e ver se é vantajoso fazer a venda antecipada, mas mesmo assim esteja sempre preparado para segurar o título até a data de vencimento.

Como Calcular a Rentabilidade do Tesouro Prefixado

Calcular a Rentabilidade do Tesouro Prefixado

Você pode utilizar a Calculadora do Tesouro Direto para simular a rentabilidade que irá obter ao investir em Tesouro Prefixado.

A seguir como exemplo, vou calcular a rentabilidade que eu obteria ao comprar hoje (25/03/2015) uma unidade de Tesouro Prefixado 2018. Veja a seguir como ficaria o preenchimento:Simulação Tesouro Prefixado

A data do vencimento, o valor investido e a taxa de compra devem ser consultados na tabela que está acima da calculadora. O valor investido deve ser calculado conforme o valor que você desejar investir. Optei por calcular utilizando o valor de uma unidade do título, conforme aparece na tabela.

Vejamos então os resultados dessa simulação:

Simulação Tesouro Prefixado

O resultado é uma rentabilidade líquida ao ano foi de 10,74% e um valor líquido de R$954,30, conforme os valores destacados em vermelho. Apesar da rentabilidade pactuada ter sido de 12,86%, a rentabilidade líquida é de apenas 10,74% devido a taxa de administração, a taxa de custódia e o imposto de renda que são cobrados. Logo, é sempre interessante calcular a rentabilidade líquida do investimento, já que a taxa de compra é apenas a rentabilidade bruta que o título terá.

Você também pode fazer uma simulação de venda antecipada como na imagem abaixo. Para isso basta utilizar os mesmos parâmetros do cálculo normal e inserir a data de venda e a taxa de venda.

Simulação Tesouro Prefixado

Nesse caso utilizei a taxa de venda atual, mas você pode modificá-la de acordo com as perspectivas de aumento ou queda na taxa de juros. Tenha em mente que as simulações de venda antecipada não podem prever a real rentabilidade do título, mas apenas uma estimativa.

Conclusão

O Tesouro Prefixado pode ser um título tanto de baixíssimo risco, caso você aguarde até a data de vencimento, como um título de alto risco caso você faça a venda antecipada. Entre suas vantagens podemos citar:

  • Rentabilidade é conhecida no momento da compra
  • Permite altos ganhos em momentos de queda dos juros (apenas se houver venda antecipada)

Entre as suas desvantagens temos:

  • Rentabilidade é incerta em caso de venda antecipada
  • Pode trazer altas perdas em momentos de alta dos juros (apenas se houver venda antecipada)

Espero que este artigo tenha sido útil para você entender o funcionamento do Tesouro Prefixado. Confira também os artigos em que falo sobre o Tesouro Selic e no outro em que falo do Tesouro IPCA+.

FIQUE ATUALIZADO!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

(crédito das imagens: shutterstock.com)