O Mínimo que Você Precisa Saber sobre Forex

Tempo de leitura: 5 minutos

Quem não quer multiplicar seu dinheiro dia para a noite? Essa é uma possibilidade real no mercado de Forex, contudo o contrário, perder dinheiro do dia para a noite, também é possível. Este mercado de alto risco tem atraído cada vez mais investidores devido as suas possibilidades de altos retornos. Neste artigo você vai aprender um pouco sobre o mercado de Forex. Este artigo não é um guia sobre como investir em Forex, mas apenas um ponto de partida para você tirar as suas principais dúvidas sobre ele. Espero que goste do conteúdo.

O Que é Forex?

O Que é Forex?

O mercado internacional de moedas, o Forex (Foreing Exchange), é um tipo especial de mercado em que o objetivo dos investidores é obter lucro através da compra e venda de moedas estrangeiras. O mercado de Forex é o maior do mundo em termos de dinheiro movimentado diariamente: são cerca de US$ 5 trilhões por dia.

Diferentemente dos outros mercados como as bolsas de valores, o Forex é um mercado descentralizado. Isto é, ele não possui um local físico ou uma sede, pois é formado pela interligação dos sistemas bancários mundiais.

Uma operação de Forex envolve a compra de pares de moedas (o Euro e Dólar, por exemplo), ou seja, o investidor não compra uma moeda, mas uma relação de troca (a taxa de câmbio) entre elas. Isto porque uma moeda por si só não é “forte” ou “fraca”, ela apenas pode ser “forte” ou “fraca” em relação a outra moeda, ou seja, tendo um grau de comparação.

Assim, o investidor investe que o preço do dólar irá subir em relação ao Euro, por exemplo, e ganha ou perde dinheiro com a diferença entre a cotação dos pares de moedas escolhidos. Quando se opera no Forex, portanto, o investidor não está comprando ou vendendo uma moeda, mas uma relação de compra/venda de um determinado par de moedas.

As moedas mais negociadas são:

  • Euro (EUR)
  • Dólar Americano (USD)
  • Iene Japonês (JPY)
  • Libra Esterlina (GBP)
  • Franco Suíço (CHF)

Como as cotações das moedas flutuam diariamente pode-se conseguir altos retornos ou prejuízos enormes em questão de minutos. Aí é que mora o perigo do Forex. Os altos lucros que podem ser obtidos são devido a alavancagem, que permite negociar um volume maior de dinheiro aplicando apenas uma parte.

Como as operações são liquidadas apenas pela diferença entre as valorizações de duas diferentes moedas, o investidor não precisa ter disponível todo o montante envolvido na operação, mas apenas uma “margem” para cobrir as variações diárias nos pares de moedas. Assim é possível fazer, por exemplo, uma operação de US$100.000 depositando apenas US$1.000. Dessa forma, o mercado de Forex expõe o investidor ao risco de perder mais dinheiro do que ele investiu originalmente.

Vantagens e Riscos de Investir em Forex

Os principais benefícios de investir em Forex incluem:

  • Mercado Amplo e Líquido. O mercado de moedas estrangeiras é um dos maiores e mais líquidos do mundo, com um volume de movimentações que excedem US$5 trilhões por dia. Um dos motivos é porque ele funciona 24 horas por dia, com exceção dos finais de semana e alguns feriados.
  • Diversificação. O mercado de Forex oferece aos investidores uma forma de proteger-se dos potencias riscos associados ao Real como uma classe de ativo.

Os principais riscos de investir em Forex incluem:

  • Alta Alavancagem. Os mercados de câmbio se movem em incrementos muito pequenos, o que torna a alta alavancagem (via margem) uma necessidade e risco para aqueles que investem nele.
  • Alta Volatilidade. O mercado de Forex é conhecido por ter altos níveis de volatilidade devido a assuntos econômicos, atuações de bancos centrais e outros fatores que permeiam o noticiário econômico, tornando o entendimento destes assuntos algo fundamental para o investidor.

Como Investir em Forex

Ao contrário do que muitas pessoas pensam investir em Forex não é ilegal. O que acontece é que ele não está regulamente pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), isto é, não existem corretoras autorizadas a atuar no mercado brasileiro na captação de investidores para o Forex.

Portanto, é preciso abrir uma conta em uma corretora no exterior para operar com Forex. Isso exige cuidado pois, existem muitas corretoras “de fachada” que podem desaparecer a qualquer momento com o seu dinheiro. A dica é certificar-se que a corretora é regulada pelos órgãos de seu respectivo país antes de abrir a conta.

Algumas formas que podem ser utilizadas para enviar o dinheiro ao exterior são:

  • Via transferência bancária
  • Via casas de câmbio;
  • Via cartões de crédito pré-pagos (até US$20.000);
  • Via PayPal.

Todas as opções acima ter inconiventes, sejam restrições, burocracia ou altas taxas e impostos a serem pagos. A melhor forma para operar no mercado de Forex, sem dúvidas, é abrir uma conta bancária no exterior. Usando esta modalidade é possível enviar dinheiro daqui para a sua conta no exterior, e desta conta para a corretora.

Conclusão

Ter disciplina e uma estratégia confiável são fatores essenciais para investir neste mercado em que a ocorrência de eventuais perdas e inevitável. É importante manter a cautela e começar com ordens pequenas, não abusando da margem disponível.

(crédito das imagens: shutterstock.com)